Na Internet, Dylan Benson explicou que a sua mulher, Robyn Benson, também de 32 anos, foi vítima de uma hemorragia cerebral no dia 21 de Dezembro, quando estava grávida de 22 semanas.

Uma mulher canadiana em morte cerebral desde finais de Dezembro foi mãe de um rapaz durante o fim de semana, através de cesariana, antes de ser desligada dos aparelhos de suporte de vida.

“No sábado à noite, o meu incrível e maravilhoso filho Iver Cohen Benson nasceu (…). No domingo, infelizmente, tivemos de dizer adeus à mais maravilhosa e corajosa mulher que alguma vez conheci”, escreveu, segunda-feira à noite, o marido da paciente, Dylan Benson, no seu blogue e na sua página pessoal na rede social Facebook.

O caso desta família emocionou a opinião pública no Canadá e desencadeou uma onda de solidariedade em redor deste homem de 32 anos que decidiu divulgar a sua situação pessoal e lançar um apelo para donativos através de um blogue.

Na Internet, Dylan Benson explicou que a sua mulher, Robyn Benson, também de 32 anos, foi vítima de uma hemorragia cerebral no dia 21 de Dezembro, quando estava grávida de 22 semanas. A mulher foi desde então mantida em coma assistido na unidade de cuidados intensivos do hospital de Victoria, na província da Columbia-Britânica (oeste).

Inicialmente, os médicos tinham planeado manter as funções vitais de Robyn Benson até à 34.ª semana de gestação, antes de realizar uma cesariana. Mas, o bebé acabou por nascer no sábado à noite, após 28 semanas de gestação.

Na última mensagem online, Dylan Benson divulgou uma fotografia onde aparece na unidade de cuidados intensivos com o filho nos braços, “Imensamente triste, mas incrivelmente orgulhoso”, escreveu o canadiano de 32 anos.

Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.