A FIFA anunciou este domingo a abertura de um inquérito aos incidentes no intervalo do Brasil-Chile, dos oitavos de final do Mundial2014 de futebol, em Belo Horizonte, nomeadamente um alegado soco de um elemento da “canarinha” a Maurício Pinilla.

Rio de Janeiro, 29 jun (Lusa) – A FIFA anunciou hoje a abertura de um inquérito aos incidentes no intervalo do Brasil-Chile, dos oitavos de final do Mundial2014 de futebol, em Belo Horizonte, nomeadamente um alegado soco de um elemento da “canarinha” a Maurício Pinilla.

A comissão disciplinar da FIFA, de acordo com o seu porta-voz, “abriu uma investigação aos incidentes verificados entre as comissões técnicas do Brasil e do Chile, ocorridos durante o intervalo do jogo, e está a analisar um vídeo com as imagens do ocorrido”.

De acordo com a delegação chilena, que viu a sua equipa ser afastada dos quartos de final no desempate por grandes penalidades, durante a altercação o assessor de imprensa do Brasil, Rodrigo Paiva, deu um soco ao avançado Maurício Pinilla.

Rodrigo Paiva, por seu lado, em declarações aos órgãos e comunicação social brasileiros, negou ter agredido o avançado chileno e disse ter sido apenas uma troca de empurrões entre as equipas técnicas.

“Eles começaram a insultar-nos, houve empurrões, mas não agressões graves”, concluiu Rodrigo Paiva. Ao intervalo, as câmaras de televisão tinham apenas captado o atrito entre os jogadores Fred (Brasil) e Gary Medel (Chile).

Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.