Nadezhda Tolokónnikova, uma das jovens do grupo punk russo Pussy Riot condenada a dois anos de prisão, vai ser transferida para uma prisão na Sibéria, revelou esta terça-feira o marido, Piotr Verzílov.

“Recebemos a informação de que Nadezhda está a ser transferida para a prisão IK-50”, na região de Krasnoyarsk, a 4.400 quilómetros de Moscovo, afirmou.

Nadzehda Tolokónnikova, 23 anos, conhecida como Nádia, estava detida numa prisão da Mordóvia, depois de ter sido condenada no ano passado, juntamente com duas outras mulheres do grupo Pussy Riot, por “vandalismo” e “incitamento ao ódio religioso”.

Em outubro, numa carta aberta, Nádia denunciou ter sofrido abusos, maus tratos e tortura na prisão na Mordóvia e iniciou uma greve de fome.

Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui