O Presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, disse que pediu ao Exército dos Estados Unidos que envie soldados para o norte do país africano, uma região dominada por militantes islamitas.

No seu pedido, deixou entender que o Boko Haram criou ligações com o movimento Estado Islâmico. Na primeira entrevista com a imprensa ocidental este ano, cinco semanas antes de enfrentar uma eleição, o Presidente afirmou que ele tem feito o pedido aos EUA desde o início de 2014.

Ao citar relatórios de inteligência, Goodluck Jonathan também sugeriu que os militantes do Boko Haram criaram laços com o Estado Islâmico, grupo jihadista cuja liderança tem base no Iraque e na Síria.
“Eles não estão a lutar contra o Estado Islâmico? Por que eles não podem vir para a Nigéria?” disse, referindo-se à campanha aérea norte-americana. “Eles são nossos amigos. Se a Nigéria tem um problema, então eu espero que os EUA venham e nos ajudem.”
Os EUA mantêm uma base de drones no Chade, a partir da qual conduzem voos de vigilância para monitorizar o Boko Haram. O país também forneceu treino e equipamentos às forças armadas nigerianas. Alguns legisladores norte-americanos têm pedido um envolvimento mais profundo. A seita islamita ainda lutava com arcos e flechas quando Jonathan herdou a presidência em 2010, após a morte do seu antecessor.

Depois de quase seis anos de invasões de bases militares e esquadras de polícia, Boko Haram está agora equipado com tanques, veículos blindados e canhões antiaéreos. O grupo também ganha força com recrutas jovens, muitas vezes levados à força de aldeias no nordeste da Nigéria.

Quase 20 mil pessoas morreram no conflito, de acordo com o Conselho de Relações Exteriores em Nova Iorque. Os combates já desalojaram cerca de 1,5 milhões de pessoas. Até final do ano passado, o Boko Haram ocupava uma faixa do tamanho da Bélgica na Nigéria. Ultimamente, a dinâmica mudou contra os militantes. Tropas do Chade entraram na Nigéria, correndo atrás do Boko Haram e libertando o exército nigeriano para perseguir os militantes nos seus redutos.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.