As autoridades malaias confirmaram que o mais recente objeto a ser encontrado na Ilha da Reunião é um escadote e não um destroço de um avião. Azharuddin Abdul Rahman, diretor geral da aviação civil da Malásia garantiu que o objeto não está relacionado com o Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido desde 8 de março de 2014.

“Sou eu quem está a liderar a investigação em França da análise da peça que foi levada [parte de uma asa]. Li nos meios de comunicação social que [o novo destroço] era parte de uma asa. Mas confirmei com a autoridade de aviação civil e as pessoas na Ilha da Reunião disseram que era apenas um escadote doméstico”, explicou Azharuddin Abdul Rahman, citado pelo site australiano News.

A parte da asa encontrada há três dias já está em Toulouse, França, para ser analisada por especialista da Boeing. Mas na Ilha da Reunião, os habitantes continuam à procura de mais destroços e um homem, que limpa as praias, disse ao Telegraph que em maio encontrou um banco – que pensou ser de um autocarro – e duas malas que queimou, como costuma fazer, sendo essa a sua função. “Posso ter encontrado muitas coisas que pertenceram ao avião sem saber e queimei-as sem me aperceber”, disse Nicolas Ferrier.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.