foto: Expresso

O cancelamento da conferência de Jaime Nogueira Pinto na Universidade Nova de Lisboa, organizada por um grupo denominado “Nova Portugalidade”, tem sido alvo de inúmeras críticas sobre liberdade de expressão, ausência de valores democráticos e por aí fora.

É inegável a capacidade intelectual do orador e que apesar das suas ideias, publicamente conhecidas, é alguém capaz de estimular um debate. Mas o que está aqui em causa não é um debate é meramente uma campanha criada pela extrema-direita com o objetivo de publicitar a Nova Portugalidade, é um embuste mascarado de “debate”.

Uma vez que um debate não se faz apenas com uma pessoa, Jaime Nogueira Pinto tem inteligência para perceber que ao contrário do que reclama, esta é apenas uma patranha para criar um tema a dar que falar à extrema-direita portuguesa. Ficou mal a Jaime Nogueira Pinto concordar com o cancelamento do dito debate e depois ir lamentar-se do que chamou de “censura”. É de lamentar que grande parte da opinião pública alinhe nessa conversa.

Vamo-nos deixar do politicamente correto e assumir que não houve qualquer censura, primeiro porque não se tratava de um debate e depois porque o que estava em causa era a tentativa de notoriedade de um novo grupo chamado Nova Portugalidade, infelizmente parece que conseguiram!

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui