Anuncia-se uma nova greve dos professores, as plataformas sindicais entregaram esta semana o pré-aviso para a convocação de uma greve no início de outubro.

As escolas paralisaram no fim do ano letivo e prevê-se um novo ano letivo conturbado. Os professores não querem, como é apanágio na mensagem do Governo, ter mais direitos do que qualquer classe profissional, mas também não querem ter menos.

A opinião pública, manipulada e pouco informada, seguidista das paragonas dos jornais, não entende o que querem os professores. Considera que são bem pagos, trabalham pouco, progridem facilmente na carreira e um sem fim de regalias que não se encontram noutras profissões. Não são agora de regalias que se trata, está em causa um acordo contratualizado com o Estado e que este não quer cumprir.

O que deverão os professores fazer?  Os professores têm como obrigação dar o exemplo, esse exemplo é não aceitar o que consideram ser merecido sem reivindicar. O exemplo é não baixar os braços, perante o que é uma flagrante injustiça, mostrar que os compromissos são para respeitar, neste caso o compromisso de defesa intransigente do respeito pela legalidade:  anos de trabalho têm que corresponder a anos de serviço.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.