Hidroeléctrica da EDP construída na barragem da Cachoeira Caldeirão inundou a cidade do Amapá, a situação está a ser investigada para serem apuradas responsabilidades de possível acto de negligência.

 

A obra de construção inundou a cidade do Amapá, para já 227 pessoas estão desalojadas, a EDP alega que teve de libertar água da barragem pelo motivo de que ultimamente tem chovido com grande intensidade na região, dando origem à subida do rio na manhã da passada quinta-feira.

Representantes do Governo de Estado, Ministério Público e Órgãos Reguladores estiveram ontem reunidos para apurar factos concretos sobre o sucedido, no entanto a empresa explicou que libertou a água de forma controlada e que o volume da água libertada não seria suficiente para provocar o alagamento da região.

Existem ainda duas outras hidroelécticas no Rio Araguari, a Ferreira Gomes Energia, responsável por uma outra hidroeléctrica no mesmo rio, adiantou já que a enchente terá sido provocada pela hidroeléctrica que está a ser construida pela EDP.

O Governo Federal e do Amapá, juntamente com o Ministério Público Estatal continuam a investigar o caso tentando encontrar explicação para o sucedido e apurar responsabilidades.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.