O PCP considerou que o Orçamento Retificativo esta quinta-feira aprovado pela maioria parlamentar PSD/CDS-PP é mais um passo numa obsessão que vai “arrastar Portugal para o desastre” e “para um segundo resgate”.

“O que temos aqui é teimosia, é obsessão. Obsessão de uma maioria PSD/CDS-PP que quer arrastar Portugal para o desastre, que quer arrastar Portugal para um segundo resgate, mas esse caminho tem de ser travado e será certamente travado pelo povo português”, afirmou o deputado comunista Honório Novo, no debate no Parlamento do Orçamento Retificativo.

Honório Novo qualificou o Orçamento Retificativo como um “nado morto” e disse que a oposição já espera pelo próximo Orçamento Retificativo para corrigir novamente as contas.

“A verdade é que se o Orçamento do Estado para 2013 era em si mesmo virtual e tinha que ser corrigido, o Orçamento Retificativo que estão a aprovar é um nado morto e nós aguardamos pela próxima edição, pela próxima apresentação, não do primeiro, mas do segundo retificativo”, declarou.

O PCP referiu ainda que este Orçamento serve apenas para a maioria dar “azo à sua sede de vingança contra o Tribunal Constitucional (TC), retaliando contra o TC e simultaneamente demonstrando aquilo que é o profundo desprezo que tem pelos funcionários públicos”.

Os comunistas apresentaram 26 propostas de alteração ao Orçamento Retificativo, estando entre elas o pagamento obrigatório dos subsídios de férias aos pensionistas e funcionários públicos até julho, reduzir o IVA na restauração para 13% e na eletricidade e gás natural dos atuais 23% para 6%.

LUSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui