A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) revelou este domingo que, apesar do rápido crescimento económico e baixo desemprego, Israel tem a pior taxa de pobreza entre os 35 Estados membros da entidade.

“O crescimento da produção industrial de Israel continua relativamente forte, o desemprego está em níveis historicamente baixos, o setor de alta tecnologia continua a atrair a admiração internacional e há novos campos de gás ‘offshore entrar’ [em plataformas marítimas] em operação”, disse a OCDE no relatório económico de 2013 relativo a Israel.

“No entanto, os padrões de vida médios continuam bem abaixo daqueles dos países da OCDE de alto escalão, a taxa de pobreza relativa é a mais alta na área da OCDE e há desafios ambientais em curso”, realçou a organização.

O relatório de 111 páginas foi apresentado hoje pelo ministro das Finanças israelita, Yair Lapid, e pelo secretário-geral da OCDE, Angel Gurria.

Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.