A edição deste ano da Concentração Internacional de Motos de Faro, que arranca na próxima quinta-feira, deverá ter menos participantes devido à crise, com a organização a estimar receber 15 mil inscritos.

Em declarações à Lusa, o presidente do Moto Clube de Faro, José Amaro, admitiu hoje que a manutenção de portagens na Via do Infante (A22) e a crise em Portugal e em Espanha poderão condicionar a vinda de motards, razão pela qual o investimento no evento foi também menor este ano.

“A crise em Espanha pode influenciar, mas esperamos pelo menos receber o pessoal da Andaluzia, que fica aqui perto”, afirmou, sublinhando que, tradicionalmente, a maioria dos inscritos é espanhola, seguida dos portugueses e dos ingleses, que muitas vezes vêm de avião.

No ano passado o evento teve cerca de 17 mil inscrições, mas a organização esperava mais de 20 mil.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.