A notícia do envolvimento dos serviços secretos russos no envenenamento do ex espião e da sua filha em Salisbury, deixou a Inglaterra com os nervos em franja levando à expulsão dos diplomatas russos de solo britânico.

A atitude, talvez um pouco precipitada dos ingleses, leva a que os restantes países europeus sejam forçados a tomar posição perante o acontecimento. Foram muitos os líderes europeus que decidiram pela evacuação dos representantes da Rússia no seu país, o que por outro lado leva a que também os russos e, como resposta à retaliação diplomática, acabem por fazer o mesmo em relação aos representantes desses países no seu território.

A posição do governo português, que terá sido por ventura a mais sensata, uma vez que neste clima de “Guerra Fria” que se instalou no mundo o estremar de posições torna-se particularmente preocupante e porque temos agora como líder americano alguém como Donald Trump.

A autoridade portuguesa é neste sentido praticamente nula e por isso faz bem o Estado português em não se querer comprometer, se o facto de não estarmos alinhados com as potências europeias poder prejudicar-nos junto das mesmas é algo que não podemos prever mas, fica a nossa posição bem definida o que é no mínimo é uma prova de que não nos sujeitamos ao que não é a nossa posição, pelo menos em relação a este caso.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.