foto : dmartins89 / Flickr

Na próxima semana arranca a redução tarifária nos passes da Grande Lisboa. Essa diminuição do preço dos passes pode colocar mais 55 mil pessoas a andar de transportes públicos e, assim, retirar cerca de 42 mil automóveis das estradas da capital.

A estimativa “conservadora” é apresentada ao semanário Expresso pelo vereador da Mobilidade e Segurança na Câmara Municipal de Lisboa.

“Até agora vendiam-se cerca de 550 mil passes na Área Metropolitana de Lisboa. Um aumento de 10% na procura dos transportes públicos em resultado da redução das tarifas significa ter mais 55 mil passes vendidos” adiantou o vereador Miguel Gaspar.

Além disso, referiu o responsável, existem estudos que apontam para um impacto superior, na ordem dos 10% e dos 20%. “Ou seja, o aumento pode ir dos 55 mil aos 110 milnovos passes.” Esta diminuição de carros na cidade permitirá reduzir o consumo de combustíveis e emissões de CO2.

Segundo o semanário, haverá também mais espaço livre na zona de Lisboa, que poderá ser equivalente a dez jardins da Estrela. Isto acontece porque cada lugar de estacionamento tem, em média, 12 metros quadrados, logo, esses 42 mil carros permitem libertar 504 mil metros quadrados.

O aumento de utilização de transportes públicos estimado nesta primeira fase (de 55 mil passageiros) é cerca de um terço do objetivo traçado para 2030 – já depois do reforço e melhoria da rede – de atrair mais 150 mil pessoas.

O objetivo é conseguir que a quota de utilização de transportes públicos suba de 25% para 33% e que a dependência do automóvel não ultrapasse os 35%, aproximando a capital portuguesa de outras cidades europeias.

ZAP //

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui