Passos Coelho revela que convidou António Costa para assumir o cargo de vice-primeiro-ministro no seu governo, logo após as eleições legislativas de 4 de Outubro que a coligação PSD-CDS ganhou sem maioria.

“Convidei o dr. António Costa para ser vice-primeiro-ministro”, conta o líder do PSD em entrevista à revista Sábado, na viagem de regresso ao continente após ter marcado presença na festa do Chão da Lagoa, na Madeira.

De acordo com a revista, Costa rejeitou o convite “com o argumento de que havia um entendimento entre PSD e CDS e que não faria sentido somar o seu partido à então coligação Portugal à Frente”.

Assim, após a coligação ter conseguido 36,83% dos votos, longe do objectivo da maioria absoluta, Costa encetou a estratégia de formação de um governo socialista com o apoio de Bloco de Esquerda e PCP.

O PS contou 32,38%, o BE teve 10,22% dos votos e a CDU (PCP + PEV) somou 8,27%, o que garantiu à Esquerda a maioria parlamentar.

Passos revelou ainda à Sábado que só admite voltar ao governo por “vontade popular”, ou seja, ganhando as eleições.

ZAP

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.