Pedro Fraga ainda passou em quarto aos 500 metros, mas, sem referências dos líderes, acabou por cair para sexto, último lugar nesta final.

O campeão da Europa Pedro Fraga foi sexto na final dos Mundiais de remo em skiff ligeiro (LM1x), competição que decorreu em Amesterdão, na Holanda.

Adoentado na chegada aos Mundiais, o olímpico português, que competiu na pista seis, esteve sempre fora de uma prova invariavelmente liderada, com distância razoável, pelas três primeiras pistas, que valeram o pódio para Itália, Alemanha e Suíça, respetivamente ouro, prata e bronze.

Pedro Fraga ainda passou em quarto aos 500 metros, mas, sem referências dos líderes, acabou por cair para sexto, último lugar nesta final, posição que manteve aos 1.000, 1.500 e no final, concluindo com o seu pior registo em Amesterdão, em 7.07,940 minutos, face aos 6.49,920 do novo campeão, o italiano Marcello Miani, que nos Europeus de junho tinha sido prata, atrás do português.

Em 2013, o atleta portuense, único representante luso em Amesterdão, tinha sido quarto na Coreia do Sul.

Portugal vai assim demorar mais de 20 anos a conseguir o seu segundo pódio em Mundiais, uma vez que o único até à data foi conquistado a 17 de setembro de 1994 no quadriscull composto por Luís Ahrens Teixeira, atual presidente da federação, Henrique Baixinho, José Leitão e Luís Fonseca.

Pedro Fraga voltará em 2015 ao olímpico double scull com Nuno Mendes (oitavo em Pequim2008 e quinto em Londres2012), uma vez que o skiff ligeiro não é disciplina do programa do Rio2016.

Agência Lusa
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.