A tolerância zero com os imigrantes ilegais, levou a que famílias inteiras fossem separadas e crianças aprisionadas em jaulas. A comparação com a Alemanha nazi e a questão judaica é inevitável, mas nem isso abala as convicções da administração Trump, chegando mesmo a alegar que estas jaulas eram campos de férias para as crianças.

Infelizmente não é só na América de Trump que estas barbaridades se passam, tambémna Hungria se aprovou uma lei que condena com prisão quem ajude um imigrante ilegal ou um refugiado. A Hungria é um país da União Europeia e é por isso ainda mais chocante que tenha a ousadia, de perseguir e mandar prender quem auxilie um refugiado, evitando que estrangeiros procurem se fixem nesse país.

Esta intolerância com raízes tipicamente fascistas, deveriam ser no imediato condenadas por toda a comunidade internacional, a Europa tem obrigação de se mostrar forte e coesa no que toca à xenofobia e ao racismo, usando a sua voz pela reposição da dignidade humana.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.