A Polícia Judiciária estará a investigar o chamado caso dos “vouchers” nas três épocas em que os encarnados venceram o campeonato nacional de futebol.

A notícia, avançada esta segunda-feira pelo Jornal de Notícias, dá conta de que a PJ está a investigar os presentes oferecidos a árbitros nas três épocas em que o Benfica se sagrou campeão.

No chamado caso dos “vouchers” estão assim sob averiguação as épocas 2013/14, 2014/15 e 2015/16. Segundo o jornal, está em causa corrupção desportiva na forma ativa e passiva.

A investigação começou depois das denúncias feitas por Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, no programa de televisão “Prolongamento”, da TVI24.

O dirigente leonino acusou o Benfica de subornar árbitros com prendas e jantares no valor de 250 mil euros por ano.

No passado dia 18, o Ministério Público confirmou que foram realizadas buscas no estádio da Luz, onde foram apreendidos documentos do departamento financeiro do clube.

No mesmo dia, fontes dos encarnados assegurou que as buscas resultaram de “uma iniciativa e participação expressamente feita pelo Benfica à Federação Portuguesa de Futebol, para que apresentasse queixa ao Ministério Público”.

Além disso, reforçou-se o “empenho” do clube para que “exista um cabal esclarecimento sobre toda a situação por parte do Ministério Público”.

O caso já tinha sido investigado pelas instâncias desportivas, nomeadamente pela Comissão de Instrução e Inquéritos das Competições Profissionais de Futebol da Liga de Clubes, que decidiu pelo arquivamento do processo no início deste ano.

ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.