O Serviço de Polícia da Irlanda do Norte está a realizar um projeto que vai permitir encontrar conteúdos da Internet que se encontram na designada “deep web”, um desafio para as autoridades devido à sua inacessibilidade.

O projeto Recuperação e Análise de Conteúdos Online Heterogéneos para Reconhecimento da Atividade Terrorista (TENSOR) começou no início de setembro e conta com um orçamento de perto decinco milhões de euros.

A plataforma está a ser criada pela Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, e pelo Departamento do Interior de Catalunha.

Segundo a universidade, a polícia enfrenta o duplo desafio de terem de extrair conteúdos significativos de enormes quantidades de dados online e de identificar conteúdos que possam contribuir para o avanço e a radicalização da atividade de grupos terroristas.

O principal objetivo do TENSOR é permitir a utilização de uma plataforma inteligente para a deteção precoce de atividades terroristas, radicalização e recrutamento de pessoas para o terrorismo organizado – conteúdos que escapam aos motores de busca tradicionais.

A plataforma integra um conjunto de ferramentas automáticas e semiautomáticas de busca na Internet e extração de informação multimédia, bem como de categorização, filtragem e análise dos conteúdos.

O consórcio do projeto reúne centros de investigação, empresas do setor e juristas de sete países europeus.

ZAP / Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.