Os polícias vão ter formação para lidar com pessoas com deficiência, no âmbito do programa especial “Significativo Azul”, cujo protocolo vai ser hoje assinado na direção nacional da PSP.

O protocolo, que vai ser assinado entre a Polícia de Segurança Pública (PSP), a Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social (FENACERCI), Instituto Nacional de Reabilitação (INR) e Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), visa contribuir para a segurança de pessoas com deficiência.

O comissário Hugo Guinote, da Divisão de Prevenção Pública e Proximidade da PSP, explicou à agência Lusa que o programa “Significativo Azul” se insere no policiamento de proximidade e vai funcionar em moldes idênticos ao programa Escola Segura.

Segundo Hugo Guinote, a FENACERCI e INR vão dar formação, até ao final do ano, ao efetivo da PSP, principalmente àquele que trabalha nas esquadras.

LUSA

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.