Um pastor nigeriano que ficou famoso por casar com dezenas de mulheres, morreu no passado sábado, aos 93 anos. Mohammed Bello Abubakar deixa 130 mulheres – algumas delas grávidas – e mais de 200 filhos.

 Mohammed Bello Abubakar, também chamado de “Baba”, ficou conhecido em 2008 pela a sua história de vida e pela sua controversa interpretação do Corão – que um homem poderia ter todas as esposas que conseguisse.

O pastor foi, várias vezes, acusado de se aproveitar da sua posição para manipular as mulheres e algumas autoridades islâmicas chegaram a dizer que a sua enorme família era, na verdade, um culto. No entanto, Abubakar afirmava que eram as mulheres a procurá-lo quando procuravam uma cura para as suas doenças.

“Eu não vou atrás delas, elas vêm atrás de mim. Eu tenho em conta o facto de Deus me pedir para fazer isto e caso-me com elas”, disse Abubakar à BBC, em 2008.

O muçulmano dizia ter a habilidade de controlar facilmente as suas várias mulheres, uma dádiva que lhe teria sido dada por Deus.

“Um homem com dez esposas entraria em colapso e morreria, mas o meu poder foi dado por Deus. Por isso é que eu sou capaz de controlar todas as minhas mulheres”, disse.

O nigeriano terá morrido de uma doença rápida não especificada e, antes de partir, disse que a sua missão divina já estava cumprida e era altura de se encontrar com o ”criador”.

ZAP //

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.