Foto:  ZAP  //

O FC Porto parte em vantagem para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Na primeira partida desta eliminatória, os “dragões” bateram o Sporting por 1-0, golo de Tiquinho Soares à passagem da hora de jogo – o primeiro em 240 minutos de “clássicos” esta temporada, entre “dragões” e “leões”.

Num encontro a que não faltou emoção, os homens da casa acabaram por ser mais fortes num dos momentos decisivos, mas não conseguiram fechar as contas da eliminatória, que está completamente em aberto para o embate de 18 de Abril, no Estádio José Alvalade.

O Jogo explicado em Números

  • Jogo repartido no início, com ligeiro ascendente portista no que toca às situações de ataque. No primeiro quarto-de-hora os “dragões” registavam o único remate, desenquadrado, e também dois cantos contra um apenas dos “leões”.
  • Aos 20 minutos, Brahimi acorreu a um passe para finalização de Jesús Corona, mas, só com Rui Patrício pela frente, permitiu a defesa do guardião leonino.
  • No entanto, chegada a primeira meia-hora, as transições rápidas do Sporting já lhe tinham garantido dois remates, ambos enquadrados, mas o Porto tinha quatro, também dois com boa direcção – um deles ao poste, na sequência de um livre directo de Sérgio Oliveira.
  • Aspecto muito positivo neste “clássico” o facto de, desta feita, ambas as equipas não recorrerem tanto à falta, registando somente 14 no por volta dos 40 minutos, nove delas cometidas pelo Sporting.
  • Nulo ao intervalo que reflecte o jogo relativamente equilibrado que se estava a jogar no Dragão, embora com ligeiro ascendente do FC Porto (51% de posse de bola), mais incisivo na busca do golo, em comparação com um Sporting a apostar tudo nas transições rápidas – com Gelson Martins em destaque.
  • Os números ao descanso mostravam equilíbrio nos remates, cinco para os portistas, quatro para os lisboetas, com o mesmo número de enquadrados. Rui Patrício e Iker Casillas registavam duas excelentes intervenções cada.
  • Boa reentrada do Sporting, com Bruno Fernandes, aos 48 minutos, a cruzar rasteiro para remate venenoso de primeira de Seydou Dombia. Porém, a bola desviou em Ricardo Pereira e saiu a raspar o poste direito de Casillas.
  • Mas quem não falhou foi Tiquinho Soares do outro extremo do terreno. Aos 60 minutos, Sérgio Oliveira cruzou e o brasileiro subiu mais alto que todos e cabeceou para golo. Após 240 minutos de futebol entre Porto e Sporting esta temporada, finalmente um golo, ao oitavo disparo portista na partida desta quarta-feira, quinto enquadrado. E aos 65, Patrício evitou o 2-0 de Soares, com uma defesa espectacular.
  • Mais Porto na segunda parte, com uma pressão forte em busca do segundo golo e de uma boa vantagem para a segunda mão. Por volta dos 75 minutos os “dragões” somavam cinco remates desde o descanso, contra apenas um dos “leões” (3-0 em enquadrados).
  • Nos últimos dez minutos o Sporting partiu em busca do empate, mas pouco ou nada conseguiu, pois o Porto entendeu o momento de jogo e fechou-se. Até final, destaque apenas para o segundo amarelo e consequente vermelho mostrado a Marcos Acuña, por entrada dura sobre Hernâni.

Resumo

ZAP  // GoalPoint

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.