Portugal vai criar uma plataforma, integrado num projeto a nível internacional, para informar os doentes sobre a investigação de medicamentos.

A finalidade desta plataforma, a integrar na academia europeia de doentes para a inovação terapêutica (EUPARI ) é, segundo Beatriz Lima da Faculdade de Farmácia da Universidade  de Lisboa, “criar uma comunidade de pessoas informadas relativamente à sua potencial [intervenção] na investigação ligada ao desenvolvimento de medicamentos”, na qual se podem incluir doentes ou associações de doentes e igualmente profissionais de outras  áreas.
Em Portugal e segundo os responsáveis por esta iniciativa, esta plataforma, vai servir essencialmente para informar os doentes sobre a investigação de medicamentos, ensaios clínicos, e chamá-los a participar no desenvolvimento de novos tratamentos.

Do grupo de trabalho fazem parte 6 elementos, Inês Alves, de uma associação de doentes, Nuno Gago, da Universidade de Aveiro, Helena Beaumont, do Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), Cristina Lopes e José Antunes, da Associação da Indústria Farmacêutica Portuguesa (APIFARMA), que  projetam o arranque da plataforma para dezembro.

Segundo a presidente da Associação de Doentes de Doenças Reumáticas, Elsa Mateus, uma das pessoas envolvidas na comissão de instalação do projeto, pretende-se estabelecer parcerias entre unidades de investigação, academias, associações de doentes e industria, preparar workshops e uma conferência para a data de abertura da plataforma.

A participação de Portugal, “do ponto de vista dos doentes, é muito importante porque no país, como de resto a nível europeu, existe um grande desconhecimento sobre todo o processo de investigação e desenvolvimento de medicamentos o que, muitas vezes, dá azo a alguns receios”, tal como afirmou Elsa Mateus.
É desejo destes profissionais que um maior conhecimento sobre os tratamentos ponha fim à forma como os doentes utilizam os medicamentos no nosso país.

iPG

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui