foto : Robin Van Lonkhuijsen / EPA

Há uma forte possibilidade de Portugal já ter passado o pico do surto de covid-19. A previsão é lançada de acordo com os modelos matemáticos do engenheiro geográfico Carlos Antunes. O número de casos positivos em Portugal está abaixo das expectativas, tantos das autoridades como de vários epidemiologistas.

Já passámos o pico. Ao contrário do que estávamos a calcular em algumas metodologias, o pico terá ocorrido a 31 de março/1 de abril. Porque o número de casos está efetivamente a diminuir”, disse o engenheiro à Rádio Renascença.

As projeções dos modelos matemáticos são feitas para os cinco ou dez dias seguintes e podem fornecer uma boa base às autoridades de saúde sobre como agir.

“Consegui arranjar um conjunto de critérios que me determinaram com algum rigor esse pico. Eu preciso de, inicialmente, definir a aceleração do número de casos diários e o período do pico. Ao definir isso, eu tenho a curva mais ou menos ajustada. E depois é ir ajustando”, explica Carlos Antunes.

Para melhorar o grau de certeza destas previsões é necessário fazer mais testes à população, de forma a perceber realmente o número de pessoas infetadas.

“Dos 87 mil casos já testados, só cerca de 13,4% foram confirmados. Setenta e tal mil não foram confirmados, mas podem existir muitos desses não confirmados em que a carga viral é tão baixa que o teste não conseguiu identificar”, salientou o especialista.

Na segunda-feira, o número de mortes em Portugal relacionadas com a covid-19 ultrapassou a barreira das 300, situando-se nas 311 vítimas, mais 16 do que no domingo. O número de recuperados também cresceu para 140. Os casos confirmados são agora de 11.730.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui