A praxe solidária em Bragança realiza-se há 9 anos, sendo já para boa parte da população uma tradição receber os caloiros que lhe batem à porta a solicitar ajuda para as instituições locais.

Vai já na nona edição a iniciativa “Praxe solidária”, criada pela Associação de Estudantes da Escola Superior Agrária, que decidiram agregar à diversão do início de ano académico a interajuda. Segundo a Associação esta praxe assenta em três conceitos essenciais, união, respeito e solidariedade, entre todos e com os que mais precisam.

A cada ano, grupos de caloiros percorrem as ruas batendo de porta em porta e pedindo alimentos, que depois de contabilizados são doados as instituições locais. Em média estes estudantes conseguem cerca de uma tonelada de alimentos que as instituições que os recebem entregam a famílias carenciadas. A cada ano são escolhidas instituições diferentes, sendo a sua seleção feita com a ajuda do capelão do instituto Politécnico de Bragança (IPB).

Esta atividade de praxe tem caráter voluntário e tem vindo a registar uma boa adesão por parte dos caloiros que se disponibilizam a contribuir para esta causa.

Entre a população nem todos tinham já conhecimento da iniciativa, para alguns ela tornou-se este ano numa novidade bem vinda, para outros é já uma tradição.

Segundo o presidente da Associação de Estudante, Ricardo Cordeiro, “a receptividade é fantástica e, sempre que podem, as pessoas contribuem”.

Dentro de duas semanas os alimentos recolhidos no passado dia 19 do corrente mês chegaram as instituições.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.