O Bastonário da Ordem dos Médicos acusa o governo brasileiro de propor ao clínicos portugueses contratos de trabalho próximos da escravatura.

O Governo de Brasília quer médicos portugueses a trabalhar lá, mas só em algumas regiões do país.

José Manuel Silva diz que os médicos são livres de aceitar, mas avisa que vão encontrar condições semelhantes ao Portugal do inicio do século vinte.

O Bastonário dos Médicos considera desprestigiante e próximo da escravatura a proposta que facilita o trabalho de médicos portugueses e espanhóis no Brasil.

José Manuel Silva entende que os profissionais arriscam ficar prisioneiros em zonas onde nem os brasileiros querem trabalhar.

SIC

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.