Perto de dois mil militares da GNR participam, segunda e terça-feira, nas 873 ações de fiscalização rodoviária relativa ao uso dos cintos de segurança, sistemas de retenção para crianças (SRC) e o uso indevido do telemóvel.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) adianta, em comunicado, que esta operação, denominada “Anjo da Guarda” e destinada a sensibilizar os condutores para o exercício adequado da condução rodoviária, abrange todo o território nacional, designadamente as estradas nacionais, regionais e municipais.

No terreno vão estar 1.973 militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, que vão orientar as 873 ações de fiscalização que incidirão sobretudo nas vias de acesso aos estabelecimentos de ensino e nas vias situadas no interior das localidades, locais onde as infrações relativas a estas matérias são mais frequentes.

A GNR refere que, desde o início do ano até 31 de outubro, foram detetadas 21.540 infrações por uso de telemóvel durante a condução (mais 539 do que em igual período de 2012), 22.893 infrações por falta de uso de cinto de segurança (menos 362) e 1.491 infrações por falta de sistemas de retenção (mais 266).

Apesar de se registar um decréscimo dos números da sinistralidade rodoviária na área de responsabilidade da GNR, as estatísticas dos acidentes de viação ocorridos em Portugal continuam a ser preocupantes, de acordo com esta força de segurança.

A GNR reitera, assim, o compromisso de combater a sinistralidade rodoviária, através de ações de caráter preventivo e de fiscalização, no âmbito da Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária.

Lusa/Foto:Manuel Almeida/LUSA

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.