Meteoro que caiu nos montes Urais feriu pelo menos 1200 pessoas e surpreendeu a população.O número de feridos provocados pela queda de um meteoro hoje a cerca de 80 quilómetros da cidade de Tcheliabinsk, nos montes Urais, na Rússia, aumentou para 1200, tendo entre 34 e 112, consoante as fontes, necessitado de internamento, informou a agência Ria Novosti. Entre os feridos, mais de 200 são crianças.

A queda do meteoro, que se segundo a agência espacila russa se desintegrou ao entrar na atmosfera terrestre a uma velocidade de 30 quilómetros por segundo, danificou mais de três mil edifícios residenciais em seis cidades dos Urais, sobretudo vidros partidos.

Serguei Smirnov, cientista do Observatório de Pulkovski (São Petersburgo), afirmou que o peso do meteoro devia ser de várias toneladas. “Tratou-se de uma bola muito brilhante, muito visível no céu da manhã, um objeto com uma massa bastante grande, de muitas dezenas de toneladas”, precisou o cientista, numa entrevista à televisão russa.

Escolas encerradas

As autoridades locais encerraram as escolas e os jardins de infância por terem ficado com os vidros das janelas partidos.

“Hoje, em Tchilabinski, a temperatura é de 18 graus Celcius negativos, por isso decidimos encerrar todas as escolas e infantários”, anunciou Guennadi Onischenko, dirigente dos serviços sanitários da Rússia.

Os cientistas não excluem a possibilidade de uma nova queda de meteoros noutras regiões da Rússia ocorrer na noite de sexta para sábado.

Dmitri Rogozin, vice-primeiro-ministro russo encarregado do setor militar-industrial, defendeu a necessidade de criação de um sistema de defesa contra “objetos extraterrestres” pelos maiores países do mundo.

“Hoje, nem a Rússia, nem os Estados Unidos têm possibilidade de abater meteoros”, sublinhou Rogozin.

Cientistas russos citados pela rádio Komkersant FM consideraram que a queda do meteoro nos Urais não está ligada ao asteróide que hoje ao final da tarde (hora de Lisboa) irá passar próximo da Terra, mas não excluem a ocorrência de chuvas de meteoros noutras regiões da Rússia.

NOTICIA EXPRESSO
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.