Apesar de, só no dia 12 de dezembro próximo, estar prevista a reinauguração da Torre dos Clérigos, o iPressGlobal apurou que é já na sexta-feira que acontece o “Open Day” da Irmandade que abrirá as portas a todos os interessados em visitar as obras de requalificação do edifício, dando assim a conhecer o ponto de situação dos trabalhos em curso e também os novos espaços que em breve serão devolvidos à cidade, reforçando o valor artístico, cultural e histórico do ex-libris da cidade.

As visitas terão lugar entre as 10 e as 13 horas e ainda entre as 14h30 e as 17h30 e serão acompanhadas de uma breve explicação técnica e histórica. A Irmandade dos Clérigos escolheu a data de 15 de agosto precisamente para celebrar o dia da Nossa Senhora da Assunção, padroeira daquela instituição.

 Confraria criada em 1707

Ao que o iPressGlobal conseguiu apurar, e segundo fonte fidedigna, a Irmandade dos Clérigos Pobres, criada em 1707, na cidade do Porto, em Portugal, resulta da fusão de três confrarias preexistentes que desenvolviam, na Santa Casa da Misericórdia do Porto, actividade paralela e similar em favor do clero pobre: a Confraria de São Pedro ad Vincula, a Congregação de São Filipe Néri e a Confraria de Nossa Senhora da Misericórdia.

Após a fusão o nome da irmandade passou a ser o de Confraria de Nossa Senhora da Misericórdia, São Pedro e São Filipe Néri, mais tarde simplificando a designação para Irmandade dos Clérigos. Reunindo na Casa da Misericórdia, a nova irmandade, pretendendo ter sede própria, tratou logo de concretizar esse objectivo, quando lhe foi oferecido, em 1731, um terreno no chamado lugar da Cruz de Cassoa, junto ao Adro dos Enforcados (um terreno fora das Muralhas fernandinas, perto do Olival, onde eram sepultados os criminosos sentenciados à forca e os que morriam fora da religião), onde seria construída, não sem alguma polémica, a casa e a torre dos Clérigos. Por essa razão, aquele adro foi mudado para outro lugar, nos terrenos do actual Hospital de Santo António.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.