A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu esta quarta-feira às autoridades brasileiras que punam os “abusos policiais” registados contra a imprensa durante uma manifestação, na segunda-feira, dia da chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro.

A RSF referiu que a agressão mais grave durante os protestos de segunda-feira no Rio de Janeiro, contra os gastos do Governo com a visita do papa, foi contra o fotógrafo da Agência de notícias France Presse (AFP), Yasuyoshi Chiba.

De acordo com a organização, o fotógrafo “ficou seriamente ferido no rosto e no corpo devido aos golpes de bastão infligidos pela polícia militar”.

A RSF dirigiu-se especificamente ao governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para que abram uma investigação sobre este incidente e outros casos de detenções ou agressões a profissionais do jornal O Globo e do grupo Mídia Ninja.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui