A revista Vangardist lançou uma versão impressa com tinta misturada com sangue de pessoas com o vírus da Sida.

A revista masculina alemã Vangardist resolveu participar numa campanha cujo objetivo é quebrar o estigma em relação ao VIH/Sida e lançou uma edição impressa com tinta misturada com sangue de pessoas com a doença.

Wyndham Meadque, um americano que vive em Berlim, foi convidado a doar sangue e um dos três que aceitaram o desafio. Primeiramente achou a ideia estranha e maluca, mas depois acreditou que podia “fazer a diferença e aceitou o desafio”.

Apesar de estar habituado a tirar sangue regularmente, Wyndham revelou que para a revista “foi totalmente diferente”, já que estava “a tirar sangue para a impressão de uma revista que seria distribuída para milhares de pessoas e para se tornar algo muito maior”.

A campanha foi lançada pela agência de publicidade Saatchi & Saatchi e, segundo a BBC, o sangue foi esterilizado para desativar o vírus antes de ser misturado com a tinta.

Foram impressas três mil cópias da revista que estará à venda na Aústria, Alemanha e Suíça.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.