O atleta do SL Benfica para além de conquistar o “tri”, melhorou o seu recorde para chegar ao topo dos 265 metros da Calçada da Glória, em Lisboa, em 35,592 segundos.

Este ano, foram 138 os destemidos ciclistas que se atreveram a pedalar a íngreme calçada, em duas séries (amadores e profissionais), incluindo senhoras, jovens e menos jovens. Naquela que é tida como uma das mais curtas corridas do mundo, Ricardo Marinheiro – o ciclista especialista em BTT que veste as cores do Sport Lisboa e Benfica e que já vencera as duas últimas edições, foi o mais rápido na final gastando menos 7,3 segundos que o segundo classificado, Iúri Leitão.

Na vertente feminina, a ribatejana Vanessa Fernandes voltou a vencer, depois da vitória de 2014, concluindo a prova em 1.08 minutos, superando na final a jovem Maria Martins, de apenas 16 anos, que concluiu a prova em 1.23 minutos.

A “Subida à Glória”, prova que liga a Baixa de Lisboa (Praça dos Restauradores) ao Bairro Alto (Jardim de São Pedro de Alcântara), tem 265 metros de comprimento e um declive médio superior a 17 por cento, reedita uma prova nascida em 1890 e corre-se em sistema de contra-relógio individual (seguido de duas eliminatórias, meias-finais e finais) na calçada que serve de caminho ao Elevador da Glória. Atraindo muito e entusiasmado público, a prova contou com a participação de muitos amadores ombreando com grandes nomes do ciclismo nacional, incluindo o vereador do pelouro do Desporto, Jorge Máximo, que repetiu a proeza do ano anterior.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.