O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse esta sexta-feira que uma possível ação militar contra a Síria, acusada de utilizar armas químicas contra civis, terá alvos precisos e não contará com tropas no terreno.

Para esta eventual operação militar, o chefe da diplomacia norte-americana disse contar com o apoio de aliados como a França, a Liga Árabe e a Austrália.

Numa declaração na Casa Branca, Kerry referiu ainda que esta operação também será uma mensagem enviada ao Irão e ao movimento xiita libanês Hezbollah, apoiantes do regime de Damasco.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.