A associação SOS Racismo avançou com uma queixa contra o programa da TVI “Casa dos Segredos 6”, considerando que difunde e promove “discursos e comportamentos discriminatórios”.

A queixa, conforme explica a organização que combate o racismo e a xenofobia em Portugal, não é contra um concorrente em particular, conforme chegou a ser noticiado por alguns órgãos de comunicação social, mas sim contra o reality show da TVI.

“A propósito do programa da TVI ‘Casa dos Segredos’ e das mensagens e discursos de ódio nele proferidos, cumpre esclarecer que o SOS Racismo apresentou já uma queixa na Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial”, esclarece a SOS Racismo na sua página oficial no Facebook.

A associação também vinca que “a queixa tem por objecto o programa e o órgão de comunicação social referidos, pelo facto de permitirem a difusão de discursos e comportamentos discriminatórios“.

Numa primeira análise, o concorrente Cláudio A. foi apontado como o único visado desta queixa, uma vez que só ele foi punido pela produção, e de forma leve, com uma nomeação directa, após palavras consideradas ofensivas.

Mas outros concorrentes tiveram igualmente, esse tipo de comportamentos reprováveis, nomeadamente em relação à concorrente brasileira Ana e à angolana Tucha.

A concorrente africana já foi acusada de chamar “branquela de m…” a um colega do reality show que é também conhecido por “falso gay”, embora essas imagens nunca tenham sido transmitidas pela TVI.

Independentemente disso, o que é seguro é que os comportamentos racistas e xenófobos têm sido uma constante nesta edição da Casa dos Segredos.

ZAP / Move Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui