A SAD do Sporting anunciou esta sexta-feira que foram definidas as “bases gerais de reestruturação financeira” do clube, num processo que permitiu concluir as negociações com o Banco Espírito Santo (BES) e com o (Banco Comercial Português) BCP.

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD “leonina” informa que “foram concluídas as negociações entre o Grupo Sporting e os Bancos financiadores, Banco Espírito Santo SA e Banco Comercial Português SA no âmbito das quais foram definidas as bases gerais do plano de reestruturação financeira”.

“A reestruturação financeira é crucial para o Grupo Sporting, e em concreto para a Sporting SAD, na medida em que permitirá à Sociedade, por um lado, elevar os seus capitais próprios, criar condições para assegurar o cumprimento dos requisitos do Fair Play financeiro exigidos pela UEFA para a participação nas competições europeias e, por outro lado, dotar a Sociedade dos meios necessários à gestão da sua actividade”, conclui o comunicado.

Na quinta-feira à noite, segundo fonte da direção presidida por Bruno de Carvalho, clube ee a banca chegaram a um entendimento que permitiu a libertação imediata de quatro milhões de euros para pagamento de salários em atraso de jogadores e funcionários.

Segundo explicou à Lusa a mesma fonte, iriam prosseguir as negociações com os parceiros bancários com vista à reestruturação financeira, que envolvem verbas na ordem dos 45 milhões de euros. Sobre a verba adicional de 25 milhões de euros solicitada pelo novo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, ainda não havia qualquer acordo.

NOTICIA LUSA
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.