Foi há precisamente dez anos que Steve Jobs apresentou o iPhone, o produto da Apple que derrubou os gigantes do setor e ainda hoje é um êxito de vendas.

O tempo passa a voar e basta relembrar que foi precisamente há dez anos que Steve Jobs apresentava ao mundo um dispositivo que considerava revolucionário.

Uma ideia que seguramente superou todas as suas expectativas, tendo-se tornado no principal produto da Apple, derrubando gigantes e absorvendo 90% dos lucros no sector: o iPhone.

Foi a 9 de Janeiro de 2007 que Jobs, falecido em 2011, subiu ao palco para revelar um misterioso produto, que os rumores referiam apenas como aquele que seria um estranho “telemóvel sem teclas” e para o qual a Apple tinha grandes ambições.

Uma entrada num segmento que muitos pensavam ser uma verdadeira loucura, pois a Nokia dominava o mercado, um mercado que se pensava já estar saturado e que não teria espaço para mais ninguém.

Só que a Apple demonstrou o quanto estavam errados e, uma década depois, estes smartphones ainda dominam o mundo, e aqueles que tanto criticaram a Apple e anunciaram que a ideia seria um perfeito desastre, se calhar agora até usam iPhone.

O primeiro iPhone estava longe de ser perfeito. Bastará relembrar que nem sequer suportava 3G, tendo velocidades de acesso à internet de “caracol”, e nem sequer permitia instalar apps, limitando-se a ter aquelas que vinham pré-instaladas.

Mas foi o início de algo que rapidamente fez expandir os horizontes das possibilidades e que a Apple soube aproveitar da melhor forma.

Seja-se fã dos iPhones, ou não, vale a pena rever a apresentação em 2007, nem que seja para relembrar as muitas coisas que hoje damos por “adquiridas” e que só o são devido a este pequeno dispositivo que, tal como Jobs pretendia, veio transformar o mundo.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui