Gavin Price Jones estava desde dezembro do ano passado em depressão.

Um engenheiro aeronáutico, que trabalhava para a Airbus em Inglaterra, suicidou-se por estar obcecado com o facto de achar que era o culpado pela queda do avião da AirAsia, em dezembro, e que ditou a morte de 162 pessoas.

A mulher de Gavin Price Jones revelou que o marido se sentia culpado, embora amigos e família o tenham tentado convencer de que não tinha qualquer culpa no sucedido. De acordo com o Daily Mail, Louise encontrou o marido enforcado no dia 20 de janeiro deste ano.

O homem entrou numa espiral de depressão desde o dia 28 de dezembro do ano passado, pois como havia estado a trabalhar no AirAsia A320, pensou que teria tido influência na queda do aparelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui