O projeto surge numa altura em que se prevê “uma época balnear complicada em termos de vigilância e salvamento marítimo, uma vez que os temporais de inverno provocaram grandes alterações no mar”.

As ações de formação “Surf Salva”, promovidas pelo Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) em parceria com o Lidl Portugal, arrancaram recentemente, com o objetivo de ensinar técnicas de suporte básico de vida a banhistas e dicas de salvamento a surfistas. Reduzir o número de afogamentos e transformar as praias em locais mais seguros são as metas do projeto, que chegou esta semana às cidades de Vila Nova de Gaia e Matosinhos.

Em comunicado enviado às redações, os organizadores da iniciativa explicaram que o “Surf Salva”, composto por duas fases, surge numa altura que em se prevê “uma época balnear complicada em termos de vigilância e salvamento marítimo, uma vez que os temporais de inverno provocaram grandes alterações no mar”. O primeiro momento de formação do programa decorreu em março, num curso ministrado por David Szpilman – referência mundial no salvamento aquático e diretor da Sociedade Brasileira de Salvamento aquático (SOBRASA) – à equipa de examinadores do ISN e responsáveis de escolas de surf de norte a sul do país. A segunda etapa começou a 19 de junho e vai prolongar-se durante todo o verão, de forma itinerante, através de ações de formação com uma vertente teórica e outra prática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui