A Toyota apresentou no CES de Las Vegas a sua visão para o futuro: o Concept-i, um protótipo idealizado e concebido pela CALTY Design Research da marca sediada na Califórnia e que conta com a tecnologia de experiência de utilizador do Toyota Innovation Hub de São Francisco.

A ideia basilar deste protótipo é o de oferecer uma experiência de utilizador imersiva e enérgica – principalmente graças ao seu sistema integrado de inteligência artificial – antecipando as necessidades dos passageiros, melhorar as suas rotinas diárias ou, como afirma a Toyota, “inspirar a sua imaginação”.

“Na Toyota, reconhecemos que a questão mais importante não é a de saber se os futuros veículos estarão equipados com tecnologias automatizadas ou ligadas”, afirmou ovice-presidente sénior das operações automotivas da Toyota, Bob Carter.

“É a experiência envolvente dos passageiros com esses veículos graças ao Concept-i e ao poder da inteligência artificial“, conclui.

A empresa afirma ainda que o centro nevrálgico do Concept-i é o seu poderoso sistema de Inteligência Artificial (IA) que aprende com o condutor, e que é capaz de construir uma relação “significativa e humana”.

Em vez de apenas oferecer padrões e horários de condução, o sistema pode alavancar várias tecnologias para medir as emoções do condutor e assim permitir uma condução mais próxima das suas expetativas.

Toyota

Interface do sistema Yui, assistente IA do Toyota Concept-i

Interface do sistema Yui, assistente IA do Toyota Concept-i

O Concept-i, que se pode tornar autónomo se assim for a vontade do condutor, encerra uma nova abordagem da Toyota ao design: feita de dentro para fora – a partir da interface do utilizador que é basicamente o agente IA apelidado ‘Yui’.

O Yui é basicamente a “Siri da Toyota”, e tem a capacidade de utilizar a luz e som ambientes, e até mesmo tocar os ocupantes, para comunicar dados importantes aos passageiros.

ZAP // Auto Monitor

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui