O ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores do Brasil (PT) Delúbio Soares, condenado no processo do “mensalão”, entregou-se hoje à polícia em Brasília, enquanto o advogado do último condenado ainda em liberdade informou que seu cliente se encontra em Itália.

Delúbio foi condenado a oito anos e 11 meses de prisão por formação de quadrilha e corrupção ativa e deverá cumprir inicialmente o regime semiaberto.

O último réu ainda em liberdade, dos 12 que receberam ordem de prisão na sexta-feira, é o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, condenado a 12 anos e sete meses de prisão por corrupção passiva, branqueamento de dinheiro e peculato.

Segundo o advogado, que falou ao canal de televisão local “GloboNews”, Pizzolato encontra-se em Itália. O réu terá deixado o país de forma clandestina, uma vez que seu nome constava na lista de pessoas impedidas de sair do país.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.