Passou um ano desde o trágico incêndio que se abateu sobre Pedrogão Grande, 66 pessoas morreram e mais de 500 ficaram sem casa, perderam-se empregos, animais e hectares de floresta.

Cerca de 200 milhões de euros em prejuízos e o que aconteceu um ano depois? Alguma da floresta ardida está a recuperar, já se consegue vislumbrar um pouco de verde, mas o luto permanece, imutável, 40% das casas destruídas continuam por concluir, ainda há pessoas a viver sem água ou eletricidade.

É terrível que não se tenha dado máxima prioridade aos desalojados, pessoas que perderam tudo, familiares, empregos, animais e, nem ao menos passado um ano conseguem ter uma casa

O Estado tem tentado cumprir para a regeneração desta zona, mas não está a fazer o tudo o que é possível., caso contrário não se encontravam, ainda, situações dramáticas que refletem não só as perdas materiais mas também profundas feridas psicológicas que se irão manter por muito tempo.

Talvez o estado não esteja a fazer tudo o que pode, talvez possa, ainda, fazer mais um bocadinho. Estas pessoas merecem!

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.