O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, disse que os portugueses se devem congratular pela classificação de Óbidos e de Idanha-a-Nova pela UNESCO, no âmbito da Rede de Cidades Criativas.

“Vem a propósito mencionar o facto de hoje mesmo a UNESCO ter distinguido duas cidades portuguesas pelo desenvolvimento realizado na área cultural. Óbidos foi nomeada cidade literária e Idanha-a-Nova passou a figurar na lista das cidades criativas da UNESCO”, disse Cavaco Silva em Marialva, no concelho de Mêda, distrito da Guarda, na sessão comemorativa dos 20 anos das Aldeias Históricas de Portugal.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) classificou Óbidos, no distrito de Leiria, como Cidade Literária, enquanto Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, passou a integrar o grupo das Cidades Criativas na categoria Cidade da Música da UNESCO.

“É uma distinção com a qual todos nos devemos congratular”, afirmou o Presidente da República, durante a visita às Aldeias Históricas de Marialva, Linhares da Beira e Almeida.

Marialva, Linhares da Beira, Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso fazem parte da rede das Aldeias Históricas de Portugal que abrange municípios do interior do país.

Na sua intervenção, Cavaco Silva também referiu que “a diversidade de sítios, monumentos e expressões culturais portugueses inscritos pela UNESCO nas listas do Património da Humanidade, é bem a prova de que as populações estão hoje mais conscientes da importância do seu património e procuram preservá-lo e valorizá-lo”.

“O projeto das Aldeias Históricas de Portugal, cujos 20 anos comemoramos, é um claro exemplo dessa nova sensibilidade. Pelo seu pioneirismo, pela diversidade dos esforços envolvidos e pelos resultados alcançados, é digno da melhor atenção por parte dos poderes públicos, das empresas e dos cidadãos em geral”, disse o Chefe de Estado.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.