Milhares de pessoas marcaram presença na reabertura do luxuoso centro comercial no Quénia.

Nairobi, capital do Quénia, foi manchete mundial quando em Setembro de 2013 um grupo homens armados do grupo radical somali Al Shabaab invadiram um centro comercial e mataram pelo menos 67 pessoas.

Passados quase dois anos do sangrento ataque, o centro comercial Westgate reabriu este sábado, cabendo ao governador de Nairobi, Evans Kidero, cortar a fita vermelha para assinalar a reabertura do centro, num ato simbólico destinado a “cicatrizar as feridas” resultantes de um ato terrorista que foi difundido em direto pelas televisões a nível mundial.

Depois de uma curta cerimónia, as lojas e restaurantes do luxuoso centro comercial ficaram lotados. O centro comercial, cujos trabalhos de reconstrução duraram mais que o previsto, conta com um novo sistema de segurança que inclui detetores de explosivos, máquinas de raios X, entre outras, tudo para evitar um novo ataque.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.