O WorldSBK, volta a Portugal acolher o Mundial no Autódromo Internacional do Algarve (AIA)  e com a lotação limitada disponível, derivada à pandemia Covid-19, esgotada.

Eis os 10  factos mais importantes a saber :

1.Esta é uma das melhores pistas para Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team WorldSBK), pois detém todos os recordes: nove vitórias, 17 pódios e três poles (partilhadas com Tom Sykes). No ano passado, ele venceu a Corrida 1 e a corrida da Superpole, terminando em segundo lugar atrás de Alvaro Bautista na Corrida 2.

2.Rea é o único piloto que venceu em Portimão depois de partir de fora das quatro linhas da grelha de partida. Em 2015 ganhou as 2 corridas, partindo do oitavo lugar na 2ª corrida, em 2017 e 2018 venceu a 2ª Corrida 2 partindo do nono lugar.

3.Este será o primeiro fim de semana de corridas para Scott Redding (ARUBA.IT Racing – Ducati) em Portimão. Nos testes em janeiro (26 e 27), estabeleceu o segundo tempo mais rápido (1’41,179) atrás de Toprak Razgatlioglu (1’40.804).

4. Leon Haslam (Team HRC) já conquistou um pódio para a Honda em Portimão, foi na Corrida 2 como wildcard em 2008, fazendo terceiro: o primeiro dos quatro pódios que alcançou em Portimão.

5. Se não fosse pela primeira corrida do ano passado, quando caiu e voltou à pista para acabar em 16º, Loris Baz (Ten Kate Racing Yamaha) teria terminado todas as suas corridas em Portimão entre os nove primeiros. Apenas no percalço  acima mencionado não marcou pontos nas 11 corridas realizadas em Portimão. No ano passado, fez 9º na Superpole Race e 6º na 2ª corrida.

6. A Grã-Bretanha é o país mais bem-sucedido em Portimão, com 11 vitórias contra 5 da Itália. Desde 2014, a única vitória não britânica aqui foi na Corrida 2 do ano passado (Alvaro Bautista, Espanha).

7.Quase um terço das vitórias em Portimão vieram da Pole Position: 8 em 23.

8. A Kawasaki é a equipa de maior sucesso em Portimão, com 10 vitórias, contra 13, do total das equipas rivais. No ano passado, Jonathan Rea venceu a Corrida 1 e a Corrida Tissot Superpole, enquanto na Corrida 2, Rea ficou em 2º e Razgatlioglu em 3º, atrás de Alvaro Bautista (Ducati). A Kawasaki lutará pela  sua 150ª vitória no WorldSBK.

9. A Yamaha é o único fabricante a conseguir a polé position  em anos consecutivos com dois pilotos diferentes em Portugal: foi em 2009 com Ben Spies e em 2010 com Cal Crutchlow, pilotos de diferentes nacionalidades.

10. A BMW venceu a Corrida 1 em 2013 em Portimão com Marco Melandri: sendo este também o único lugar no pódio aqui. No ano passado, Tom Sykes registou o melhor resultado da Superpole para a BMW nesta pista com um 2º lugar. Sykes também conseguiu o melhor resultado para a BMW no ano passado: um 7º lugar na Tissot Superpole Race.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui