Com uma vantagem de 39 pontos em relação a Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team WorldSBK), Alvaro Bautista (ARUBA.IT Racing – Ducati) começou da melhor maneira possível a corrida 2 partindo da pole-position, depois de ter ganho de forma confortável a corrida da Superpole cerca de duas horas antes.

O espanhol de 34 anos a liderar as casas de apostas, fez o holeshot sendo desde logo o primeiro na  Curva 1, e pouco depois fez aquilo que parecia impensável, quando liderava a corrida e se preparava para ganhar vantagem sobre os seus rivais, eis que cai sozinho, na curva 4 da segunda volta da corrida.  Com esta queda, o campeonato reanimou e ganhou um novo folgo.

Toprak Razgatlioglu (Turkish Puccetti Racing) também fez uma excelente partida, passou em  terceiro na Curva 1, lutando com  Leon Haslam (Kawasaki Racing Team WorldSBK) logo na Curva 4. Apenas na curva 14, Jonathan Rea conseguiu ultrapassar o piloto turco ascendendo ao terceiro lugar.

O drama aconteceu na curva  4 daa 2ª volta, como já falamos, deixando Leon Haslam na liderança à frente do seu companheiro de equipa Rea, enquanto Razgatlioglu era terceiro à frente de Marco Melandri (GRT Yamaha WorldSBK) e Alex Lowes (Pata Yamaha WorldSBK Team). Bautista voltou à pista, mas na última posição, tentando minimizar as perdas.

Quando ainda faltavam  18 voltas para o final da corrida, Razgatlioglu  passou  Rea na curva 4, antes na curva 1 tinha ultrapassado  Leon Haslam que poucas voltas depois deu um toque em  Marco Melandri quando o italiano o tentava ultrapassar. Situação normal para quem acompanha o campeonato Inglês mas que permitiu   que Razgatlioglu e Rea se afastassem.

Mais uma corrida para esquecer foi a de Sandro Cortese (GRT Yamaha WorldSBK), de um fim de semana em que parecia mostrar serviço no sábado. O alemão voltou a cair. Tendo também regressado à corrida A 12 voltas do final, a corrida estava longe de ser decidida, com duas lutas separadas: Razgatlioglu versus Jonathan Rea, com Leon Haslam em terceiro, à frente de Marco Melandri, e Alex Lowes começava a aproximar-se . Michael Ruben Rinaldi (BARNI Racing Team) fazia a volta mais rápida.

Faltavam apenas três voltas e  outro desastre para a equipa da GRT Yamaha, com Marco Melandri a cair na curva 8, e colocando  Bautista nos pontos.   Jonathan Rea assumiu pouco depois a liderança na Curva 1, com Razgatlioglu a tentar responder na Curva 4, com a luta longe de terminar, já que o piloto turco de 22 anos seguia colado à traseira do Rea. A última volta foi de cortar a respiração, com a batalha entre o jovem pretendente e o quatro vezes campeão do WorldSBK.  Razgatlioglu ameaçou de novo a ultrapassagem da curva 4, mas pensou melhor e esperou até à curva 8 para fazer o seu movimento. Toprak bem tentava trajetórias impossíveis mas Rea ia cortando as trajétorias defendendo a sua posição até ao final da corrida, apesar de Razgatlioglu ainda ter batido na roda traseira de Rea. Jonathan Rea conseguiu  a vitória à frente da estrela turca, conquistando a sua 75ª vitória do WorldSBK e tornando-se o piloto com mais pontos de sempre no campeonato. O terceiro lugar foi para Leon Haslam, à frente de Lowes e Michael Ruben Rinaldi.

A diferença do campeonato é agora de apenas 16 pontos entre Bautista e Rea, enquanto o Toprak Razgatlioglu ocupa agora o  primeiro lugar no campeonato das equipas independentes,  com a sua melhor classificação até ao momento na corrida do  WorldSBK.

Resultados Corrida Superpole

Resultados Corrida 2

Classificação no campeonato

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui