Com a chuva a cair com grande intensidade, o início da corrida 1 foi atrasado em 20 minutos,  mas depois de apenas duas voltas completas, a bandeira vermelha foi levantada. Com um novo reinicio passados quase 25 minutos atrasada, e com uma grande partida de Alex Lowes que ficou  líder da corrida à frente de Jonathan Rea, enquanto Tom Sykes e Alvaro Bautista, seguiam  logo atrás.

Pouco depois mais uma interrupção e foram estas as  posições para um novo reinício .Como a nova corrida a sofrer  uma redução para 18 voltas, foi desta vez Jonathan Rea, quem liderou na frente de Lowes, com Sykes em terceiro e Chaz Davies em quarto, à frente de Bautista. Haslam foi o sexto, com  Marco Melandri (GRT Yamaha WorldSBK) que fez um arranque relâmpago de acordo com as condições atmosféricas.

As condições começaram pouco depois a  deteriorarem-se e, em breve, os pilotos começaram a diminuir o ritmo, com vários pilotos a  desistir. O inglês Lowes, parecia um peixe na água e começou a se aproximar do rival Rea e na curva 8 quando faltavam 12 voltas para o final. Atrás da dupla principal, Loris Baz seguia em  sétimo lugar e agora começou a aproximar-se de  Álvaro Bautista. Uma volta depois, foi o companheiro de equipe da Bautista, Chaz Davies, quem começou a lutar com Leon Haslam.

No entanto, quando faltavam dez voltas para o final da corrida, na curva 12,  Alex Lowes cai mais uma vez e perde a liderança como infelizmente tem acontecido nas corridas anteriores para o piloto da Pata Yamaha WorldSBK Team.  Jonathan Rea aproveita e fica líder da corrida, atrás seguia Michele Pirro (Equipe Racing BARNI) que pouco depois cai na mesma curva dando o segundo lugar a  Tom Sykes , com  Leon Haslam em terceiro, seguido de Davies e Bautista.

A nove voltas do final, com Michael Ruben Rinaldi (Team Racing do BARNI) cai na curva 13, terminando um dia infeliz para a equipa do BARNI. Pouco depois  mais quedas,

desta vez com Leon Haslam na Curva 8. O piloto britânico ainda tentou voltar à pista,  mas a a sua Kawasaki apresentava muitos danos.  Chaz Davies estava agora em terceiro, mas um pequeno erro permitiu a passagem de Bautista, enquanto Loris Baz estava em quinto e Alessandro Delbianco (Althea Mie Racing Team) em sexto!

Um pequeno erro de Davies permitiu a Bautista passar para o terceiro lugar, enquanto Baz ultrapassava Davies para ficar em quarto partindo o  francês à caça de Bautista. A batalha pelo sexto lugar foi devastadora, com Delbianco a ser pressionado por Melandri, com o veterano italiano a ficar à frente de seu compatriota no final da reta.

O Delbianco foi depois engolido na curva 8, por  Toprak Razgatlioglu (Turco Puccetti Racing), Sandro Cortese (GRT Yamaha WorldSBK) e Yuki Takahashi (Moriwaki Althea Honda Team). Na frente, indiferente ao que se passava nas suas costas foi Rea quem conseguiu a vitória, a sua 74ª vitória,  10 anos e um dia depois da sua primeira nesta mesma pista. Tom Sykes deu à BMW seu primeiro pódio desde 2013, em Jerez, e Álvaro Bautista terminou mais uma vez no pódio. Loris Baz (Ten Kate Racing – Yamaha) ficou em quarto lugar e foi a melhor Yamaha, à frente de Chaz Davies em quinto.

Classificação Corrida 1

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui