foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Bautista terminou o fim de semana com duas vitórias em três corridas,  Toprak  Razgatlioglu venceu a primeira corrida da temporada. com a presença 65.825 espectadores durante os três dias de prova italiana.

Ao vencer a corrida 2 Bautista depois uma grande luta no início da corrida com Razgatlioglu,  para depois fugir e vencer a corrida com mais de sete segundos de vantagem. Com esta vitória ampliou a liderança no Campeonato para 36 pontos sobre Rea, a maior diferença entre os dois primeiros pilotos esta temporada até ao momento.

P1 – Alvaro Bautista (Aruba.it Racing – Ducati): “Estou feliz porque posso ir rápido, e ao mesmo tempo também posso pensar na moto. Posso ficar calmo e atacar quando tenho que atacar e fazer o meu melhor para não passar os limites. estou muito feliz. Lutei com o Jonathan no início e com o Toprak e, constatei que o meu ritmo poderia ser um pouco mais rápido. Tentei puxar como fiz ontem. Custou-me algumas voltas porque a luta com o Toprak foi muito boa. Diverti-me muito. No final, pude aumentar a minha vantagem para o Toprak e obter a vitória. Não penso no Campeonato. Há três anos, acho que estava com mais de 60 pontos de vantagem e depois perdi o campeonato por mais de 150. Neste momento, é muito cedo. Tento estar concentrado no trabalho que estamos a fazer, desfrutar da moto como estou a fazer e tirar o máximo partido em todas as condições. Se puder lutar pela vitória, eu luto. Se apenas puder lutar pelo quinto lugar, vou lutar. O importante é apenas terminar todas as corridas, obter mais informações e divertir-me  a pilotar a moto.”

Depois de conquistar sua primeira vitória em 2022 na Tissot Superpole Race, Razgatlioglu terminou em segundo na Corrida 2, apesar de assumir a liderança na primeira volta. O seu segundo lugar significa que conquistou o seu 63º pódio nas SBK.Continua em terceiro na classificação geral a 79 pontos de Bautista.

P2 – Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha with Brixx WorldSBK):  “Na corrida 2, tentei o meu melhor de novo nestas condições muito, muito quentes. No ano passado, não me lembro do clima assim. O Alvaro foi muito rápido e, na reta a Ducati era muito rápida. Em alguns setores, sou mais rápido noutros  ele é mais rápido. Depois de 10 voltas, fugiu. Disse para mim ‘ok, a segunda posição é o melhor que podemos fazer hoje’.”

Rinaldi conquistou sua segunda terceira posição este fim de semana depois de partir da P10 da grelha de partida. Alcançou 12 pódios nas SBK, incluindo 5 em casa.

P3 – Michael Ruben Rinaldi (Aruba.it Racing – Ducati): “Esta tarde, nossa estratégia foi forçar muito logo desde o início, porque se não  teria perdido o grupo da frente. Assim, depois de passar Rea, coloquei o meu ritmo porque Bautista e Razgatlioglu estavam muito rápidos para mim hoje. Mas estou muito orgulhoso da nossa recuperação este domingo”.

Depois de ser ultrapassado por Rinaldi, Rea não conseguiu segui-lo e cruzou a linha da meta em quarto. É a primeira vez nesta temporada que Rea termina uma corrida fora do pódio. Mantém o segundo lugar do Campeonato com 184 pontos.

P4 – Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team WorldSBK): “Lutei desde o  início, mas quando vi o ritmo do Bautista e do Toprak especialmente, sabia que seria difícil e então quando o Rinaldi me passou, vi que era tudo o que podia fazer. Cometi alguns erros. Não tinha muita tração na traseira, quando larguei os travões, senti muita trepidação à frente. A partir daí, procurei acabar a corrida sem problemas ganhando pontos e pensar nas próximas corridas.”

Lecuona terminou em quinto na Corrida 2, a sexta vez entre os cinco primeiros  esta temporada. Encontra-se em quinto no Campeonato, apenas a 9 pontos do quarto classificado Andrea Locatelli.

P5 – Iker Lecuona (Team HRC): “Na generalidade, estou muito feliz. Não esperávamos esta velocidade durante o fim de semana. Partir de quinto na corrida 2 ajudou-me muito a seguir com os melhores. Tive problemas  de tração com o pneu traseiro nas primeiras voltas. Mas no fim consegui ser mais rápido e criar uma distância  para os pilotos atrás de mim.”

Locatelli completou os seis primeiros lugares da Corrida 2 como fez em todas as três corridas que realizou em Misano.  Apenas uma vez terminou fora dos seis primeiros esta temporada.

P6 – Andrea Locatelli (Pata Yamaha with Brixx WorldSBK): “Foi um fim de semana difícil para mim. Mas mesmo assim melhor do que no ano passado, o que é um ponto positivo para nós. Precisamos de continuar a trabalhar na moto para tentar diminuir a diferença para o líder. Também foi nossa primeira corrida em condições tão quentes esta temporada, com certeza, aprendemos algumas coisas sobre onde precisamos melhorar a moto e onde preciso melhorar eu próprio”.

Classificação Superpole Race;  Classificação corrida 2 ;  Classificação Geral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui