Foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Razgatlioglu venceu a corrida 2 depois de lutar com Rinaldi e Bassani. Subiu na classificação geral do Campeonato e a sua diferença para Bautista é agora de apenas 30 pontos. O líder do campeonato Álvaro Bautista foi forçado a retirar-se da corrida 2 depois de um toque com Rea.

P1 – Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha with Brixx WorldSBK): Hoje fomos muito fortes. Vencemos a Corrida da Superpole e, para mim, a Corrida 2 foi muito importante. Conquistámos muitos pontos na Corrida 2. Estou muito feliz. Esta é a minha pista favorita e vencemos novamente. Normalmente, o meu sonho para este fim de semana são três vitórias, mas no sábado tive azar. No sábado, o meu grande problema foram os travões, para hoje trocamos todo o kit e sento-me muito melhor. Além disso, melhoramos um pouco a moto e continuo  na luta pelas vitórias. Não estou a pensar no Campeonato. Não sei a  quantos pontos estou. Estou apenas a pensar corrida a corrida e a lutar pela vitória. Hoje estou muito feliz. O Álvaro teve uma queda. Isto são corridas. Este fim de semana foi um fim de semana estranho para todos os pilotos!.”

Rinaldi foi o melhor piloto da Ducati, ficou em segundo o seu melhor resultado de 2022. Já é  quarto no Campeonato, com um ponto à frente de Locatelli.

P2 – Michael Ruben Rinaldi (Aruba.it Racing – Ducati): “Tem sido difícil obter os resultados que demostramos podemos obter. Este pódio significa muito para mim. Também foi uma corrida muito boa, porque lutei muito com o Jonny, com o Axel e com o Toprak, gostei muito. Na última parte da corrida, talvez a meio, estava a forçar demais e não poupei o pneu para as últimas voltas. Tentei ficar com Toprak e lutar nas últimas voltas, mas o meu pneu estava quase no fim. Não podia puxar muito. Tenho de estar feliz com o segundo lugar. É bom estar de volta ao pódio.”

Bassani conquistou a terceira posição e o seu segundo pódio na prova Francesa de 2022. É a primeira vez que subiu a mais de um pódio numa só prova. Encontra-se em sexto na classificação do Campeonato sendo o melhor piloto independente.

P3 – Axel Bassani (Motocorsa Racing): “Tentei ficar no grupo da frente durante toda a corrida, foi difícil mas tentei. Agora entendi algumas coisas e quero continuar assim. Dois lugares no pódio num fim de semana é incrível. Foi minha primeira vez na minha carreira e também para a minha equipa. Agora somos muito consistentes, quero continuar assim. Quero repetir estes resultados em Barcelona”.

Lowes conquistou o seu terceiro quarto lugar na prova Francesa terminando seis segundos à frente de Rea.

P4 – Alex Lowes (Kawasaki Racing Team WorldSBK):  “Tivemos três quartas posições estou na realidade um pouco decepcionado por não termos conseguido subir ao pódio. Senti-me bem este fim de semana. Senti-me bem com a moto em condições de piso molhado e secas. Fizemos umas melhorias na traseira da moto no teste de Montmelo o que foi bom para mim. Permite-me ter um pouco mais de confiança às saídas das curvas. Hoje, quando a temperatura subiu um pouco, também me senti bem na moto. Axel fez um ótimo trabalho, não me deu oportunidade de o ultrapassar. É bom ver os jovens que chegam pilotarem tão bem. Sinto-me tão rápido e motivado como sempre. Sinto que estou a pilotar bem e estou ansioso para começar a segunda parte da temporada.”

Rea depois da sua penalização com uma volta longa depois do incidente com Bautista,  só conseguiu recuperar alguns lugares para terminar em quinto. A sequência sem vitórias de Rea alcançou agora 12 corridas, a mais longa desde uma série de 33 sem vitórias em 2012 e 2013. Encontra-se em terceiro no Campeonato a 47 pontos de Bautista.

P5 – Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team WorldSBK): “Em primeiro lugar, lamento muito que Bautista tenha caído. Houve um contato. Já fui vê-lo pedi-lhe  desculpa, também lhe dei o meu ponto de vista. Também o ouvi, mas por mim, já virei a página. Cheguei à curva 13 sem más intenções, sabia que Toprak era o piloto com mais ritmo. Tentei fazer um bom último setor antes da longa reta. Entrei para dentro, e ele meteu-se na minha trajetória, claro que houve contato. Para mim, não foi uma manobra propositada. Fiz a minha trajetória. Claro que lamento que ele tenha perdido tantos pontos. Levei uma penalização, não esperava mas tive de aceitar.”

Redding ficou em sexto depois de perder a quinta posição para Rea quando alargou na curva dos 180 graus. Redding está com uma sequência de dez corridas nos dez primeiros.

P6 – Scott Redding (BMW Motorrad WorldSBK Team):  “Sexto hoje não foi o resultado que queria. Sempre digo que preciso de ser no mínimo quarto. Lutei um pouco nas áreas de aceleração nesta pista. Quando se corre contra os melhores, na mesma classe, é difícil ultrapassar em certas áreas, então começamos a ter problemas, como destruir o pneu dianteiro que foi o que fiz. Depois tive de abrandar um pouco o meu ritmo e gerir a corrida de forma um pouco diferente. Estou meio feliz com a situação em que estamos, teria gostado ficar um pouco mais à frente.”

Resultados Superpole-RaceResultados corrida 2 WorldSBK ;

Classificação Geral WorldSBK

Resultados corrida 2 WorldSSP ; Classificação Geral WorldSSP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui