foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES
Foram 51.831 os espectadores  que assistiram ao vivo ao Prosecco DOC UK Round para testemunhar as três vitórias de Toprak Razgatlioglu num fim de semana, juntando-se Rea e a Bautista numa restrita lista de pilotos que conseguiram este feito.

Razgatlioglu fez o seu primeiro hat-trick nas SBK, vencendo Bautista por 1,102s. Foi também a primeira tripla da Yamaha na categoria que tem agora um total de 99 vitórias nas SBK. Continua em terceiro na classificação geral, mas reduziu a diferença para 43 pontos em relação ao líder.

P1 – Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha with Brixx WorldSBK): “Este ano, ainda não tínhamos feito uma boa partida, finalmente, este fim de semana, conseguimos três vitórias. Era naturalmente o meu sonho. Estou muito feliz este fim de semana. Sinto-me finalmente o Toprak do ano passado, porque este é o meu estilo de pilotagem, como fiz o ano passado. A Superpole Race foi muito rápida, porque todos davam o máximo em cada volta. O ritmo era inacreditável. Vi muitos 1’26s, que é um tempo por volta incrível. A corrida 2 foi muito importante para mim porque uma corrida completa é sempre muito difícil, e Jonny estava mais rápido. Eu sei que Jonny estava atrás de mim, por isso poupei o pneu traseiro. Quando vi a placa com a vantagem de 0,3s ataquei de novo.”

Depois da queda de ontem, Bautista ficou em segundo lugar na Corrida 2. A P2 de Bautista deu-lhe o seu 40º pódio nas SBK. O piloto espanhol mantém a liderança do Campeonato com um total de 246 pontos.

P2 – Alvaro Bautista (Aruba.it Racing – Ducati): ” Hoje tive um dia mais positivo do que ontem. Sabíamos que esta pista seria difícil para a Ducati. Não esperava este desempenho hoje. Foi uma pena o que aconteceu ontem, por isso, hoje mudei um pouco a trajetória  naquela curva e senti-me mais confortável. Hoje também lutei um pouco com dores no pulso direito. Estou feliz e vou tentar manter meu desempenho e continuar a  curtir a moto.”

Rea conquistou a terceira posição na Corrida 2, terminando a 2,615s de Razgatlioglu. Com os três pódios conquistados em Donington Park, reduziu a diferença para Bautista na classificação geral do Campeonato para 17 pontos.

P3 – Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team WorldSBK): “Senti-me muito bem durante metade da corrida. Tudo estava a funcionar muito bem, consegui entender onde  estava bem e onde tinha de melhorar. Havia algumas áreas onde era melhor. Os travões da frente aqueceram demais, estava logo atrás de Toprak no sempre no turbilhão. Tentei duas vezes em Melbourne loop. Tentei não acertar no Toprak algumas vezes. Depois  levei algum tempo para regressar ao meu ritmo. O Alvaro vinha com um ritmo muito forte e infelizmente passou-me. Apenas pude manter o meu ritmo. Fizemos algumas mudanças boas na mota de ontem para hoje. Estamos a evoluir muito com a moto nestas condições de calor. Podemos ser felizes, especialmente depois de Misano. Senti-me muito mais perto o que é encorajador.”

Rinaldi terminou em 4º, seu melhor resultado do fim de semana, a 2,4s do pódio. Continua em quinto na classificação geral do Campeonato com 119 pontos agora a apenas 5 pontos de Locatelli.

P4 – Michael Ruben Rinaldi (Aruba.it Racing – Ducati): “Estou muito feliz com o fim de semana. A equipa trabalhou bem. Hoje dei o meu melhor para chegar ao pódio. Na última volta, quando vi Rea, pensei ‘ok, vou tentar’, mas depois o pneu foi perdendo aderência e já não tinha muita energia. Quase caí, assim decidi  o que quarto lugar seria bom para Donington. Dei 120% durante a corrida. Foi a corrida mais difícil da minha carreira porque nunca esforcei tanto. Estou muito feliz com este resultado.”

Redding terminou um bom fim de semana com o quinto lugar na Corrida 2. Conquistou o seu primeiro pódio com a BMW na Tissot Superpole Race.

P5 – Scott Redding (BMW Motorrad WorldSBK Team): “Foi uma corrida difícil! Tive um bom começo, sabíamos que estávamos a trabalhar bem ontem. Hoje senti que tinha um pouco mais de ritmo, mas pensei que eles estavam apenas a controlar a corrida. Tentei poupar os pneus. Nas últimas voltas, vi Alex e Alvaro aproximarem-se. Pensei ‘mantém a cabeça baixa e sem erros’. O Alex veio e pensei ‘não foi como ontem!’. Chegou ao pódio. Aos poucos estamos a chegar lá”.

Lowes terminou a sua corrida caseira em casa em sexto lugar na Corrida 2. Depois do pódio na corrida 1. Lowes terminou com três Top-seis  em casa.

P6 – Alex Lowes (Kawasaki Racing Team WorldSBK):  “Na realidade, fiquei à mesma  distância do vencedor de ontem. Lutei um pouco mais à frente hoje. O tempo por volta caiu um pouco. Esta tarde, o vento estava um pouco mais forte e a temperatura também um pouco mais alta do que ontem. A frente estava a fugir e não me senti confortável na segunda parte da corrida. Mas foi um bom fim de semana, sabemos as áreas em que precisamos melhorar em condições de calor”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui