A Kawasaki conseguiu a sua primeira dobradinha na história do Mundial de Suberbike através atual campeão do mundo Tom Sykes  e do seu companheiro de equipa Loris Baz no circuito  Motorland Aragón, ao vencerem as duas corridas do passado domingo.

1ª Corrida – Motorland Aragon

Tom Sykes, atual Campeão Mundial SBK, às boas exibições depois do mau desempenho na jornada de abertura em Phillip Island, dominando do início ao fim a primeira corrida da segunda volta do campeonato, realizada no circuito Aragonês.

A corrida começou com Tom Sykes a sair muito rápido, levando com ele seu companheiro de equipa Loriz Baz e um surpreendente David Giugliano, que com a Ducati Panigale Oficial atrás das  Kawasaki. Depois do trio da frente, seguia  um grupo foi formado com Rea, Guintoli, Melandri e Davies, mas pouco depois a Honda de Rea não aguentou o ritmo e perdeu contacto com os líderes da corrida.

Pouco depois Tom Sykes  apertou o ritmo e fugiu de Baz e Giugliano, limitado-se depois a controlar a sua vantagem, sempre entre os  três e os quatro segundos, enquanto Baz e Giugliano foram trocando de posições com Rea como espectador, mas sem hipóteses de participar na luta.

A meio da corrida, o interesse encontrava-se no  grupo que combatia pelo  quinto lugar, formado por  Melandri, Guintoli e Davies, e pelo que lutava para o oitavo, formado por  Elias, Lowes, Laverty e Camier primeiro das  Evo.

A três voltas do final,  Marco Melandri perdia  rapidamente posições devido a defeitos no pneu assim como  seu  companheiro de equipa na  Aprilia, Sylvain Guintoli, que passou  pelos mesmos problemas, mas menos pronunciados.

Com o primeiro e segundo lugar garantido para os pilotos da Kawasaki, as atenções viraram-se na última volta para a  luta pelo pódio entre Giugliano e Rea. Com o  britânico impor-se  devido à maior potência da Honda face à Ducati na reta traseira da pista de Aragón, e Giugliano acaba no chão devido a tentar devolver a ultrapassagem na curva para a direita á entrada da reta da meta.

Com Sykes, Baz e Rea no pódio, Davies, Laverty Guintoli ,  Toni Elias fez o  sétimo lugar depois das motos Oficiais  com a sua Aprilia semi-Oficial, tendo Giugliano, Haslam e Lowex completado o Top 10.

Leon Camier, substituindo o lesionado Barrier , foi o primeiro da classe  Evo em 12 º lugar

Classificação primeira corrida SBK – Aragon

Tom Sykes (Kawasaki): “Estou muito feliz, sabia que tinha de atacar primeiro para depois  poder relaxar mas sem cometer nenhum erro. Para a  segunda corrida , a temperatura vai subir pelo que  será uma corrida completamente diferente. ”

Loris Baz(Kawasaki): “Foi uma corrida difícil, era difícil seguir Sykes, com a  temperatura que se fez sentir,  não gostei de usar um pneu duro, cujo desempenho baixou muito logo depois das duas  primeiras voltas.  O Tom estava muito rápido hoje. Dedico esta corrida e a liderança no campeonato  a Joan Lascorz “.

Jonathan Rea(Honda): ” Fim de semana complicado, a corrida não foi como esperava depois dos treinos.  A baixa temperatura do  asfalto nesta corrida e fez  com que todo o trabalho desenvolvido nestes dias fosse por água abaixo.  Fiz um  ataque forte no final, porque a moto estava melhor com os pneus gastos. Espero montar um pneu mais macio para a segunda corrida, porque me sinto  melhor. ”

2ª Corrida – Motorland Aragon

A 2ª corrida começou de novo  com Sykes a sair da pole position como  como um tiro com  Baz colado à sua roda, seguidos de  Rea, Guintoli, Giugliano, Melandri e Davies, que formavam oum compacto  grupo da liderança , enquanto atrás deles, alguma distância, seguiam  Haslam, Laverty, Elias e Lowes, este último cair logo na segunda volta da corrida.

Entretanto Chaz Davies  caia na quarta volta e a partir da sétima volta Melandri  começava o seu ataque à liderança passando sucessivamente  Giugliano e Rea, e passando para a terceira posição a  pouco mais de um segundo da dupla da Kawasaki, constituída por Tom Sykes e Loris Baz.sbk - aragon capa

Loris Baz, seguia como uma lapa o seu companheiro de equipa, que na altura  parecia ter a corrida controlada e não ter pressa de ultrapassar Sykes, entretanto mais atrás  Melandri se livra-se definitivamente de Rea e começa  a reduzir a diferença para os líderes da corrida.

Quando faltavam três voltas para o  final Marco Melandri conseguiu chegar-se ao grupo da frente, altura em que Loris  Baz aproveitou para ultrapassar Tom Sykes na travagem no final da reta traseira deste magnifico circuito de Motorland, mas o britânico devolveu a ultrapassagem  na curva de entrada na meta que Melandri também aproveitou para ultrapassar o  Francês e assumir a segunda posição.

Chegamos à última volta, e ainda à mais emocionante última curva, altura em que Marco Melandri não se contenta com a segunda posição e tenta desesperadamente queimar a travagem para ultrapassar Sykes e ganhar a corrida, mas assim não aconteceu e nesta manobra  perdeu o segundo lugar para Loriz Baz.2º podio aragon

Com Sykes, Baz e Melandri no pódio, Guintoli, Rea, Laverty, Giugliano e Elias precedido Haslam, que terminou em nono e novamente primeira moto não oficial  foram os pilotos seguintes que se seguiram na classificação.

David Salom, apesar da sua lesão na mão, realizou uma corrida fantástica,  acabou no  no top 10 e 1ª da categoria de Evo.

Classificação segunda corrida SBK – Aragon

Classificação Pilotos     Classificação Construtores 

 Tom Sykes (Kawasaki): “Foi uma corrida difícil, a temperatura não era nem baixa, nem alta e optámos por um pneu mais duro do que o resto da concorrencia. Estou muito feliz com essa dobradinha “.

Loris Baz(Kawasaki):  “Foi uma corrida muito boa, sabíamos que esta temperatura poderia correr com um pneu macio. O Tom é muito difícil de ultrapassar e é o meu companheiro de equipa! Estou muito feliz porque é um circuito onde nunca tinha sido tão rápido. Estou muito motivado para a proxima corrida – Assen “.

Marco Melandri (Aprilia): “A moto estava muito melhor nesta 2ª corrida do que na primeira, em que por azar o pneu estava com um defeito. Tentei na última travagem, embora estivesse longe, mas tinha que tentar. ”

David Salom(Kawasaki): “Foi uma das corridas mais difíceis da minha vida, tenho muitas dores na mão e doeu-me imenso , mas dei o máximo  nas últimas voltas e cometi alguns  erros devido à  lesão . No entanto, conseguimos vencer e estou muito feliz. “

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.