A Aprilia oficial dominou todas as sessões de treinos livres fazendo os melhores tempos sempre que saiu para a pista, com a RSV4F a atingir com facilidade nas duas retas de Sepang velocidades da ordem dos 305 km/h enquanto a concorrência “apenas” chegava perto dos 300 km/h…pole sepang

Sylvain Guintoli (Aprilia Racing Team) com 35 anos conquistou a pole position, sendo o primeiro piloto nesta temporada para repetir Superpole,  o francês já  tinha conquistado a pole na prova de abertura em Phillip Island, a Aprilia conseguiu colocar as suas 3 motas nos 5 primeiros, lugares da grelha de partida, intercaladas pela Kawasaki de Tom Sykes (Kawasaki Racing Team), na 2ªposição e pela Ducati Panigale de Davide Giugliano (Ducati Superbike Team) oficial na 3 ª posição, Tony Elias (Red Devils Roma) ficou em 4º lugar com a sua Aprilia semi-oficial e Marco Melandri (Aprilia Racing Team) fez 5º lugar.

 Grelha de partida

Marco Melandri (Aprilia Racing Team) conseguiu em Sepang sua primeira vitória e a sua primeira dobradinha no Mundial de Superbike como piloto oficial Aprilia. Estas vitórias chegaram no momento certo para calar as vozes  que começavam a por em causa as suas qualidades de piloto e a sua contratação pela casa de Noale, isto nas motas é um pouco como no futebol, assim marca italiana voltou a vencer com um piloto italiano depois de Max Biaggi e completou um fim de semana perfeito com Sylvain Guintoli em segundo lugar nas duas corridas.sepang6

1ª Corrida

O primeiro líder da corrida foi Sylvain Guintoli que utilizou da melhor maneira o launch control da sua Aprilia conseguindo fazer dos 0–100m em 2,8 segundos !!! e chegando com “naturalidade” em primeiro na 1ª curva seguido de Toni Elias, mas na 2ªcurva surge o drama quando Loris Baz (Kawasaki Racing Team) provoca uma queda múltipla, levando para o chão o seu companheiro de equipa atual líder do campeonato e o vigente campeão Tom Sykes e  Alex Lowes (Voltcom Crescent Suzuki).

Guintoli depois deste incidente, liderava a corrida tranquilamente, seguido de Toni Elias, Chaz Davies e Melandri. Atrás deste grupo seguia o ex-piloto da equipa portuguesa da ParkAlgarve Eugene Laverty (Voltcom Crescent Suzuki) com um ritmo endiabrado procurando aproximar-se dos primeiros. Marco Melandri vendo o perigo, descolou-se do grupo juntou-se ao seu companheiro de equipa à 7ª volta, tornando claro que a vitória na corrida seria discutida entre ambos, ficando Chaz Davies (Ducati Superbike Team), Elias e Laverty a disputar o terceiro lugar mas as seis segundo dos lideres.

Melandri passa para líder da corrida à 10ª volta das 16 programadas, embora Guintoli o seguisse de perto, mas no final seria o ex- campeão do mundo de 250cc em Aprilia a vencer, seguido de Guintoli e Laverty, que tinha conseguido escapar de Chaz Davies e Toni Elias. laverty

Jonathan Rea (PATA Honda World Superbike) foi a primeira Honda oficial a cruzar a meta em 6º lugar logo seguido do seu companheiro de equipa Leon Haslam e de Davide Giugliano (Ducati Superbike Team) com a Ducati oficial.

David Salom (Kawasaki ZX-10R EVO) terminou no 9º lugar venceu novamente na classe EVO , apesar de continuar com imensas dores na mão lesionada e Leon Camier (BMW S1000 RR EVO)completou o Top 10.

Classificação primeira corrida SBK Sepang

2ª Corrida

A segunda corrida começou com o espanhol Toni Elias (Red Devils Roma) na sua semi-oficial (Aprilia RSV4 Factory) a liderar, seguido das motos oficiais de Sylvain Guintoli (Aprilia RSV4 Factory), Tom Sykes (Kawasaki ZX-10R), Marco Melandri (Aprilia RSV4 Factory) e Loris Baz (Kawasaki ZX-10R) que formavam o grupo da frente.

Emoção é algo que não falta ao WSBK e com apenas passado três voltas Claudio Corti (MV Agusta RC-Yakhnich M.) parte o motor à sua bela MV Agusta F4 RR e o óleo derramado na pista origina bandeiras vermelhas e a suspensão da corrida.melandri

Na segunda partida das 10 voltas programadas, ficou claro que seria uma corrida ao sprint, com os pilotos  a alinharem de acordo com as suas posições na corrida. Toni Elias repetiu seu magnífico arranque com Melandri, Guintoli, Sykes e Baz colados à sua roda.  Sylvain Guintoli toma a dianteira da corrida à 3ª volta e Melandri comete um erro na travagem que antecede a reta da meta, que só por mera sorte, não originou a queda dos companheiros de marca, à semelhança do acontecido com Loris Baz na corrida anterior. Como consequência Toni Elias cai para 5ª posição e Guintoli isola-se e as posições alteram-se no grupo perseguidor que procurava não perder muito tempo.

Marco Melandri volta a atacar seguido dos homens da Kawasaki Tom Sykes e Loris,  enquanto Toni  Elias era alcançado por Jonathan Rea, Chaz Davies e Eugene Laverty.

Com o 2ªlugar garantido, Marco Melandri mostra a sua fibra de campeão e começa a ganhar terreno para o seu companheiro de equipa, alcançando-o quando faltavam 2 voltas para o final da corrida.sepang7

A última volta foi de tirar a respiração, com os dois pilotos oficiais da Aprilia trocaram várias vezes de posições, a equipa nas boxes com os cabelos em pé, e a vitória de Marco Melandri por apenas 166 milésimos de segundos.

A terceira posição coube a Tom Sykes, com Toni Elias num brilhante quarto posto, seguido de Loris Baz e Rea. Laverty, Davies, Giugliano e Alex Lowes que terminou no 10º lugar.

Na categoria EVO o vencedor foi Leon Camier, na 12 posição de acabamento, seguido do líder David Salom

O WSBK vai regressar no próximo à dia 22 de junho ao circuito Marco Simoncelli em Misano- Itália, para a penúltima jornada antes de se deslocar para ao autódromo de Portimão no fim de semana de 4 a 6 de julho, cujos bilhetes com promoção já se encontram á venda.

 Classificação segunda corrida SBK Sepang

 

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.